Home PERSONAGEM Criador preservacionista, Cesar Augusto é especialista em curiós
0

Criador preservacionista, Cesar Augusto é especialista em curiós

0
0
Cesar e a paixão por pássaros

Edição Nº 37 – Julho de 2017

Ele é um expert em curiós e há vinte anos cria esse tipo de pássaro. Seu amor e sua dedicação vem do prazer de acompanhar o desenvolvimento de cada filhote que nasce sob seus cuidados. A retribuição, por tanto carinho, chega todas as manhãs, em forma de canto. Para Cesar Augusto Prado, que trabalha na Engenharia de Produtos, acordar todos os dias, com uma melodia tão bela, é sempre um presente indescritível.

Quando começou seu hobby?

CESAR – Começou quando eu era criança, por influência do meu pai. Só que nessa época eu não tinha condições e nem conhecimento para criar curiós. Então, comecei criando outros pássaros exóticos, como canário do reino, pombas e periquitos, entre outros.

O que mais encanta você nessa atividade?

CESAR – Meu prazer sempre foi ver todo o processo da criação, desde a mudança de comportamento do casal, se preparando para a reprodução, até o crescimento dos filhotes. Com o tempo fui percebendo que isso me fazia muito bem, era uma terapia diária. Assim, fui me apaixonando cada vez mais pela criação de pássaros.

Como se especializou em curiós?

CESAR – Com o passar dos anos, busquei saber mais sobre o curió, um pássaro com o canto maravilhoso, que estava prestes a ser extinto. Porém, não era simples criá-lo: além de ser uma ave silvestre, o que exige registro e controle por parte do Ibama, o curió é territorialista, ou seja, o comportamento entre os próprios pássaros é difícil. Mas uma outra informação me convenceu a investir nele: a palavra curió vem do Tupy Guarany e significa “Amigo do homem”, por se adaptar facilmente à presença de humanos e ficar próximo das aldeias. Assim, realizei todo o processo de homologação junto ao Ibama e hoje sou um criador preservacionista desse pássaro.

Foi difícil iniciar esse processo?

CESAR – Quando fui atrás das minhas primeiras matrizes, encontrei um criador em Piracicaba, chamado Sidnei Mazali, que criava curiós em ambiente doméstico, devidamente registrado, havia mais de 35 anos. Ele foi ponto chave, em função de seu conhecimento e da boa vontade de me ensinar detalhes para uma criação bem-sucedida, como ambiente, alimentação e preparação para temporada reprodutiva, entre outras.

Quantos curiós você possui atualmente?

CESAR – Hoje, no meu plantel, tenho 12 pássaros devidamente legalizados. Meu objetivo é manter entre 12 a 15 curiós, para que o hobby não deixe de ser um prazer e se transforme em um fardo, afinal, é preciso fazer manutenção diária no espaço, o que inclui higiene, alimentação, medicamentos preventivos, etc.

Tem valido a pena investir nessa atividade?

CESAR – Sim, e também é muito gratificante saber que nossos filhos não teriam a oportunidade de conhecer esse belíssimo pássaro se não fossem os criadores preservacionistas. Sem eles, os curiós já haveriam entrado em extinção devido a defensores agrícolas e desmatamentos, que são as principais causas do seu desaparecimento na natureza.